HISTÓRICO

Fórum para informações e divulgação da instituição

Moderadores: Cristiano, José Maria Souto Netto, Wladimur Eudes Sasso

HISTÓRICO

Mensagempor José Maria Souto Netto » Qua Dez 20, 2006 7:41 am

Em 8 de janeiro de 1939, quando da inauguração do prédio do Centro Espírita "Luz e Verdade", sito à rua XV de Novembro nº 1.146, nesta cidade, o médico Dr. Antônio Pereira Manhães, por sugestão do Sr. Hygino Muzzy Filho, proprietário da Alfaiataria Carioca, sito à rua Prudente de Moraes, propôs que se fundasse em Marília um hospital destinado ao tratamento dos doentes mentais, sob a denominação de "Hospital Espírita Deus".

Tal proposição devia-se à falta de hospitais para tal fim no Estado de São Paulo. Por esse tempo, existiam apenas o antigo "Juquery" - hoje "Franco da Rocha", a "Casa de Saúde Allan Kardec", na cidade de Franca, e o "Mariano Dias", na cidade de Barretos, em vias de formação. Os doentes com poucos recursos financeiros ficavam, até se conseguir lugar no Juquery, quando violentos, retidos nas cadeias públicas, oferecendo, não raro, espetáculo deprimente nas grades localizadas nas vias públicas.

Assim a proposta daquele médico encontrou apoio imediato nos presentes àquela inauguração, que logo nomearam uma Comissão para tratar do assunto. Era a mesma composta por Alfeu César Pedrosa, Henrique Barbieri, Eloy Alves da Silva, Paulo Corrêa de Lara, Dr. Antonio Pereira Manhães, Hygino Muzzy Filho, Frediano Giometti, Quintino Arnaldo da Silva, Constantino Marcolino de Souza, Ruy Pedro da Silva e Manoel Pinto Ribeiro, que a 29 do mesmo mês e ano, se reuniu e elaborou o primeiro estatuto, convocando assembléia para aprovação, o que se fez a 23 de abril daquele ano. Depois se agregaram Eurípides Soares da Rocha, Amadeu Guedes Monteiro, Guilherme Person, João Rapado Júnior, Dr. Belisário Bonifácio de Almeida, Paulino da Silva Lavandeira, Antonio Mezas Martinez, Farm. João Neves Camargo e Sebastião Gonçalves Sobrinho.

Aprovados os estatutos, fez-se o registro e iniciou-se o serviço de assistência médica aos necessitados, aos fundos do Centro Espírita Luz e Verdade, com a participação dos médicos: Dr. Domiciano de Castro Junior, Dr. Antonio Pereira Manhães e Dr. José Bento Ângelo Abatayguara, este homeopata. Os medicamentos eram fornecidos pelos médicos locais, como amostras. Vendo, entretanto, que a finalidade era o atendimento ao doente mental, procurou-se logo um terreno para a construção do hospital. Por esse tempo já se modificara o nome do hospital para Hospital Espírita de Marilia. O associado Manoel Pinto Ribeiro conseguiu do Sr. Francisco Cavalieri, cuja propriedade agrícola confinava a rua Santa Ernestina (hoje rua Dr. Joaquim de Abreu Sampaio Vidal), por vinte contos de réis (R$ 20.000,00), uma área de 24.200 metros quadrados, ocupada com cafeeiros. Através do agrimensor Octávio Falcão, Hygino Muzzy Filho confeccionou a planta, que logo mais tratou de executar, e o Hospital se inaugurou em 18 de julho de 1948, com a presença do então Governador do Estado Dr. Adhemar de Barros.

(Extraído da obra "Marilia sua Terra sua Gente", 1a Edição, do historiador e fundador Paulo Corrêa de Lara)
Conhecereis a verdade e ela vos libertará.
José Maria Souto Netto
 
Mensagens: 25
Registrado em: Qua Nov 15, 2006 4:00 pm
Localização: Marília-SP

Voltar para Hospital Espírita de Marília

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante

cron